Laos – Vang Vieng (2010)

Decidi começar minha série sobre viagens com um pé no peito, contando sobre um dos lugares mais surreais que eu já visitei. E acredite, é tudo verdade e esse lugar existe, só não sei se ainda está igual. Estive em Vang Vieng em 2010, então tudo que eu contar aqui se refere à minha experiência naquela época.

O Laos não é um destino popular entre os brasileiros, mas deveria ser porque é um país maravilhos, de muitas belezas naturais e gente muito simpática e receptiva.

Na época em que eu visitei, Vang Vieng era uma cidade de festa, uma cidade feita para a balada, mas eu já vi que em 2012 o governo encerrou todo o tipo de festa que eu vou contar aqui.

Esse é um mapa do Laos, eu marquei o local aproximado onde fica Vang Vieng. Nessa nossa viagem nós fizemos Tailândia, Laos, Vietnã e Camboja. Viajei com três amigos chilenos, a Paulina, a Claudia e o Cristián e todos autorizaram que eu postasse nossas fotos 🙂

Bom, como já havíamos viajado pela Tailândia e um pouco do Laos, a primeira vista Vang Vieng não nos pareceu um local muito diferente de tantos outros. Cidade pequena, chão de terra, paisagens lindas, gente simpática, só pequenos comércios e muitos turistas.

Chegamos e fomos direto para o hotel deixar nossas coisas, como era uma viagem grande nós passamos pouco tempo em cada lugar, em Vang Vieng foram só 3 dias. E como nessa época estávamos estudando na Austrália e não tínhamos muito dinheiro o esquema era mochilão e isso incluía hotéis baratos e todo mundo no mesmo quarto.

Assim que deixamos as malas saímos para comer, fomos para o centrinho da cidade. Aí sim a coisa começou a ficar esquisita. Eram muitos restaurantes e bares, muitos mesmo, um do lado do outro e EM TODOS estava passando Friends na televisão. Até hoje eu não entendi porque, mas em todos os lugares que a gente comeu passava Friends o tempo todo, um episódio atrás do outro, 24 horas por dia.

No dia seguinte fomos fazer a atividade/balada/atração principal da cidade, o tubbing. O tubbing nada mais é do que uma daquelas boias enormes que você coloca no rio e deixa a correnteza te levar. Mas esse era diferente.

Você alugava a boia e ia descendo pelo rio, PORÉM nas margens do rio tinham bares que te jogavam uma corda e se você quisesse parar para um drink era só pegar a corda que eles te puxavam, vocês estacionava sua boia no estacionamento de boias e ia pro bar.

Os bares eram plataformas ou trapiches de madeira nada seguros que com certeza tinham muito mais gente do que eles deveriam ter e todo mundo dançando e pulando ao som de músicas americanas diversas. Não bastasse tudo isso, ainda tinha a grande atração, o shake de cogumelo.

Os bares serviam bebidas normais, imagino que de procedência duvidosa, mas o que todo mundo tomava mesmo era o tal o shake de cogumelo, que era um shake de frutas batido com cogumelos alucinógenos.

E era isso, você subia numa boia, se jogava num rio com correnteza, parava em vários bares de madeira velha, tomava cogumelos alucinógenos e dançava até decidir se jogar na sua boia para ir para o próximo bar. O tipo da coisa que tem tudo pra dar errado.

A gente teve sorte e sobrevivemos a todas as etapas, não conseguimos lembrar de tudo nem discernir o que aconteceu e o que foi alucinação, mas conseguimos seguir sãos e salvos para o próximo destino, mas não sem um último perrengue que foi bem comum nessa viagem, a Claudia não achava o passaporte, mas vou deixar essa pra depois.

3 comentários sobre “Laos – Vang Vieng (2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s