A casa é minha

Esse é mais um texto sobre uma pequena bruxaria :). Alugamos essa casa em que estamos morando em Novembro de 2020, um mês após nossa chegada em Portugal. Desde a primeira vez que a gente viu a casa a gente amou. É uma casa bem grande, num bairro super legal e velha, como a maior parte das casas por aqui. Mas logo que chegamos começou … Continuar lendo A casa é minha

Vai ficar tudo bem 🌈

Mas quando? Puta merda, quem ainda não perdeu a cabeça não está confinando direito. Hoje de manhã eu pensei num post que eu queria fazer sobre meio ambiente e o mundo que a gente está deixando para os nossos filhos. Aí o dia foi passando e eu fui me irritando. Além de estarmos trancados em casa, hoje está chovendo. Fizemos uma compra online no supermercado … Continuar lendo Vai ficar tudo bem 🌈

A interminável estrada de São Paulo a Bauru

Sim, esse é mais um post sobre a angústia do confinamento. Eu imagino que todo mundo tenha memórias emocionais, aquelas lembranças que são acordadas por um cheiro, um som ou, no meu caso agora, uma sensação. Não é surpresa para ninguém que esse confinamento está me deixando angustiada e ansiosa. Aqui em Portugal está tudo fechado. Pra ir a pé na esquina a gente precisa … Continuar lendo A interminável estrada de São Paulo a Bauru

Correndo pelada de pochete

O título nasceu antes do texto. Uma amiga do grupo que eu citei no post anterior (Quem quer conversar?) falou que ela se identificava com essa necessidade de conexão que eu comentei e que também estava sofrendo no confinamento, que ela tinha até vontade de sair correndo pelada na rua. Como eu sou uma pessoa muito pragmática e Portugal agora está cheio de regras pra … Continuar lendo Correndo pelada de pochete

E depois que a gente chegar “do outro lado”?

Não, esse não é um texto sobre vida após a morte, é apenas uma reflexão sobre a vida pós Covid-19. Nos primórdios do Covid, lá em Março de 2020, quando todo mundo tava super animado que ia passar mais tempo com a família, fazendo pão caseiro, se inscrevendo em cursos online, lavando as mãos por 20 segundos a cada 15 minutos e desinfetando laranjas individualmente, … Continuar lendo E depois que a gente chegar “do outro lado”?