Um brinde de adeus ao RH

Dia 13 de março, sábado passado, fez um ano que eu parei de trabalhar.

O Facebook me trouxe a memória daquele dia, essa foto minha tomando um banho de banheira no meio do dia, assistindo Netflix com uma taça de vinho na mão. Eu estava comemorando.

Estava comemorando porque os meus planos estavam se tornando realidade, eu saí de um trabalho que não estava mais me fazendo feliz e estava a algumas semanas de me mudar definitivamente para Portugal para começar um novo capítulo da minha história.

O plano não era super claro, eu sabia que não queria mais trabalhar em RH, mas estando em Portugal eu iria procurar alguma coisa para fazer, mesmo que temporariamente, até que eu achasse o meu caminho. Tínhamos conseguido guardar um dinheiro nos Estados Unidos e com Paulo Eduardo trabalhando eu poderia me dar um tempo para pensar.

Não demorou nem uma semana para eu perceber que os planos iriam mudar. Nossos vôos foram cancelados, o aluguel da nossa casa estava encerrando e a gente teria que ficar nos Estados Unidos por mais um tempo, sem trabalhar. Não vou contar a história toda de novo, já contei ela num post anterior, mas estou aqui, um ano depois, ainda sem saber que caminho eu vou seguir.

É estranho pensar que eu passei um ano sem trabalhar, mas nesse tempo todo eu não tive descanso, não consegui me dedicar a nada, não consegui parar. E não foi só cuidar da Lara que me ocupou, foi o estresse, o cansaço, a ansiedade, a angústia. Em alguns momentos as coisas pareciam entrar nos eixos e eu me conectava com pessoas e pensei até em começar a operar a minha empresa aqui, mas a pandemia sempre vinha dando suas rasteiras e os planos mais uma vez tiveram que mudar.

Eu comecei a trabalhar em RH por conveniência. Eu fazia faculdade de administração (porque quem faz adm pode trabalhar em qualquer coisa…), mas não sabia o que queria fazer, então comecei um estágio na área de logística de uma empresa que fabricava peças de caminhão em Osasco. Eu não gostava nem desgostava desse estágio, mas era muito longe da minha casa. Certo dia eu estava na faculdade e ouvi uma amiga perguntando para outra se ela conhecia alguém que queria trabalhar em RH. Me meti na conversa e descobri que a empresa ficava bem mais perto de casa. Mandei meu currículo, fiz a entrevista e fui contratada, lá passei dois anos.

A partir daí eu fui mudando de empresa, mas sempre trabalhando em RH. Sempre ficava super animada no começo, mas depois do primeiro ano já começava a procurar outras coisas e assim, a cada dois anos eu mudava de empresa e o ciclo se repetia.

Foram quase 20 anos pulando de empresa em empresa sempre na área de RH. E eu fico abismada de ter demorado todo esse tempo para perceber que eu nunca amei esses trabalhos. Claro que eu fiz muita coisa legal, conheci um monte de gente que eu adoro, aprendi demais e me diverti muito, foram muitos momentos bons, mas eu não conseguia entregar meu coração porque eu estava trabalhando por comodidade, porque era confortável e conhecido e não porque eu queria mesmo estar ali.

Hoje eu entro no Linkedin e vejo os posts de pessoas de RH e percebo que aquilo não tem mais nada a ver comigo. Esse é um passado tão distante que às vezes parece que ele nem existiu. Eu lembro das histórias engraçadas, dos projetos que eu fiz, dos prêmios que eu recebi, mas eu me vejo como a narradora dessas histórias, não como a personagem principal.

Claro que dá medo não saber o que vem pela frente e nem quando, mas agora, um ano depois, eu posso dizer com muita segurança que eu continuo comemorando. Comemorando que eu tive a coragem e o privilégio de me libertar, de largar um trabalho certo por um futuro incerto, de ter a certeza de que eu estou mais feliz não trabalhando do que fazendo o que eu costumava fazer. Nesse ano eu me abri para o universo, descobri novas possibilidades e novas paixões, inclusive escrever.

Dá medo, claro, mas parafraseando a minha sábia psicóloga, a gente precisa se jogar no precipício pra descobrir que pode voar.

Um comentário sobre “Um brinde de adeus ao RH

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s