O dia em que o copo mexeu sozinho

Essa é uma história sobre um fantasma e sobre o meu irmão.

Eu sempre tive medo de fantasmas, sempre fiquei apavorada quando acontecia alguma coisa sem explicação (e tenho várias para contar) e sempre falei que não gostaria de lidar com seres de outros planos.

Já meu irmão nunca falou muito sobre isso, pelo menos não que eu me lembre. Só tenho um irmão, o Felipe, três anos mais novo que eu. Ele não é exatamente uma pessoa fechada ou misteriosa, mas acho que até o momento em que essa história aconteceu nunca havíamos discutido o assunto almas penadas.

Não sei exatamente em que ano esse evento se passou, mas nós dois ainda morávamos com a minha mãe, então vou chutar algo em torno do ano 2000.

Era um sábado qualquer, minha mãe tinha ido a um churrasco com seus colegas professores e estávamos, Felipe e eu, sozinhos em casa. Eu estava na sala assistindo televisão e ele estava no quarto.

A sala da minha mãe era decorada de tal maneira que uma das paredes era um janelão e a TV ficava de frente pro janelão. Nas duas paredes laterais tinham sofás e poltronas e no meio da sala tinha uma mesinha de centro (mais ou menos como no desenho abaixo).

Em dado momento eu fui até a cozinha, peguei um copo de água e voltei pra sala. Deitei no sofá para ficar de frente para a TV e coloquei o copo de água na beira da mesinha. Quando eu fui pegar o copo novamente eu não o alcancei. Achei estranho, levantei um pouco e vi que o copo estava no meio da mesinha. Nem dei muita atenção, tomei mais água (porque hidratar é muito importante) e coloquei o copo de volta na mesinha.

Passados alguns minutos eu fui pegar o copo novamente e novamente não alcancei. Quando eu levantei o copo estava na outra ponta da mesa! E o que é pior, tinham marcas de água (aquelas redondas do fundo do copo) na beirada da mesa perto de mim, no meio e do outro lado, mas não eram marcas de que o copo tinha escorregado, era como se alguém o tivesse colocado em três lugares diferentes.

Eu tinha certeza que não tinha sido eu, porque eu sou super preguiçosa e só colocava o copo onde meu braço alcançava enquanto eu estava deitada no sofá. Fiquei tensa e nervosa e comecei a gritar pelo meu irmão.

Ele veio correndo ver o que estava acontecendo, e eu contei pra ele a história do copo e mostrei as marcas de água na mesinha. Ele imediatamente começou a se movimentar, eu tinha certeza que ele ia sentar no sofá comigo e a gente ia ficar ali esperando a minha mãe voltar. Qual não foi a minha supresa quando ele abriu a porta e saiu!!! Saiu de casa falando “eu não vou ficar aqui” e foi embora, nem perguntou se eu queria ir com ele!!! Me deixou sozinha em casa com o fantasma!

Nesse dia eu descobri que meu irmão tem mais medo de fantasma do que eu. E até hoje eu não sei quem mexeu aquele copo, mas eu com certeza não fui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s